Bangkok: O Guia Definitivo

Sawadee kha! :)

Bangkok ou Bangcoc ou Banquecoque. Este último é o que a língua portuguesa nos obriga a usar, mas eu me recuso porque é uó! Por isso, vamos ficar com Bangkok mesmo :)

É a capital da Tailândia, localizada no delta do rio Chao Phraya e a cidade mais populosa do país, com mais de 8 milhões de habitantes. A grande Bangkok soma mais de 14 milhões e recebe mais de 45 milhões de visitas ao ano.

A cidade sempre está no topo das listas de viagens. Mas não é dificil de entender o porquê. A quantidade e grandiosidade dos templos budistas, os coloridos pela cidade, as melhores comidas de rua, seus tuk tuks e hotéis 5 estrelas que, com um planejamento prévio, todos podem usufruir.

Um país que sofreu muita pressão do ocidente para o desenvolvimento econômico da região e esse crescimento acelerado, aliado à falta de planejamento e regulação urbana, deu um ar caótico a cidade, com muita poluição e baixa infraestrutura.

Mas o mágico disso tudo é o povo.

Apesar da poluição, trânsito, carro, moto, tuk tuk, bicicleta, ônibus, pedestre, pouca rua, calçadas tomadas pelas barraquinhas de comida, calor, falta de urbanismo existe uma harmonia maior, que eu chamo de “bagunça organizada”. Todo mundo tem um respeito e percepção que não está sozinho.

Os motoristas não são estressados e nem vivem buzinando. Esperam sua vez de passar e são, em sua grande maioria, muitos gentis. E a cultura, a religião e a comida são anfitriões que não deixam nenhum turista colocar defeito.

Quando ir para Bangkok

Você pode ir em qualquer época do ano.

A cidade é bastante quente e úmida na maior parte do ano, assim como o norte do Brasil.

Os tailandeses dizem que existem três temporadas:

Do final de Novembro até meados de Fevereiro é a melhor época. É chamada de estação fria, mas isso não quer dizer que você usará roupa de frio, apenas que estará menos úmido.

A pior época do ano para visitar é de Março até o final de Maio. A cidade está muito, muito, muito quente. As pessoas não ficam tão amigáveis como de costume, pois o excesso de sol tira a energia das pessoas. Dificilmente você conseguirá fazer caminhadas pelas ruas da cidade.

Do final de Maio até Novembro é o período chuvoso, e chove quase todos os dias, principalmente nos fins de tarde. Às vezes, a chuva é torrencial. Tenha sempre um guarda-chuva na bolsa.

 

Wat Phae Kaeo
Wat Phae Kaeo

Entrada na Tailandia

Para entrar na Tailândia, como em qualquer outro país, precisamos do visto, porém esse não precisa ser tirado com antecedência no Brasil, ele é expedido assim que chegamos no aeroporto.

Como funciona o visto para a Tailândia

Para brasileiros, a obtenção do visa é dada no aeroporto de chegada ou na fronteira se vier de ônibus.

É válido por 3 meses.

Antes de você passar pelo controle de passaporte, nós, brasileiros, precisamos passar pelo controle de saúde e apresentar o certificado de vacinação da ANVISA contra febre amarela.

Eles darão um carimbo no papel que recebemos no avião ou que podemos pegar no aeroporto mesmo e só depois passamos no controle de passaporte para recebermos o famoso carimbo (visto de entrada).

É super tranquilo. Não perguntam nada. Eles adoram turistas. :)

Como Chegar em Bangkok

Se você partir do Brasil, Europa ou Estados Unidos, a chegada é no maior aeroporto de Bangkok: o aeroporto internacional de Suvarnabhumi (BKK). Fica a 25km do centro de Bangkok.

Se a Tailândia não for sua primeira parada no sudeste asiático, provavelmente sua chegada será no Aeroporto Don Mueang (DMK). Este é para voos menores, utilizado pelas empresas low cost. Fica a 22km do centro de Bangkok.

Dica: O aeroporto principal (BKK) tem Wi-Fi de graça por duas horas. Assim que você passar pelo controle de passaporte, vale a pena gastar alguns minutinhos e mandar um oi ou já um sawadee kha para a família que está ansiosa por notícias suas.

O Charmoso Chao Phraya - Rio que corta a  capital
O Charmoso Chao Phraya – Rio que corta a capital

Como Sair do Aeroporto Internacional Suvarnabhumi (BKK)

Táxi – como você estará com mala e cansado da longa viagem, vale a pena pegar um táxi. Não é caro. Basta sair do aeroporto e na calçada mesmo você entra em uma fila, a única fila na calçada do aeroporto, e diz qual o bairro ou local que irá. Um atendente lhe dará uma senha, com um número que indicará onde você deve esperar pelo táxi. Você não paga para tirar a senha. Paga apenas ao taxista quando chegar no seu destino. Fora o valor da corrida, você paga uma surcharge (espécie de gorjeta) no valor de 50 bahts a mais para o taxista.

Airport Rail Link – São os Skytrains, é ótimo porque não pega trânsito e tem uma ótima vista da cidade. Existem três linhas:

  • Linha Azul (City Line): Tem 8 paradas ao longo do percurso. Duração de 45 minutos. As paradas são nas estações: Phaya Thai, Ratchaprarop, Makkasan, Ramkamhaeng, Hua Mak, Ban Thap Chang e Lat Krabang.
  • Linha Amarela (Makkasan Express): Sai direto Makkasan e vai até o aeroporto sem parada no meio do caminho. Duração 15 minutos.
  • Linha Vermelha (Phaya Thai Express): Fica ao lado da estação de BTS (SkyTrain) Phaya Thai. Ela é expressa, não tem paradas. Duração de 20 minutos.

Como Sair do Aeroporto Internacional Don Mueng (DMK)

Você pode pegar o ônibus A1 e descer no parque Chatuchak e de lá pegar o BTS (que é o sky train) ou MRT (metrô subterrâneo), dependendo do seu destino.

Estadia em Bangkok

Bangkok tem vários bairros, para diferentes tipo de turistas. Vou listar os mais procurados.

Khaosan Road

No bairro de Banglamphu, é o reduto dos turistas “low-cost” em Bangkok. Muitas barraquinhas de comida na rua, vida noturna, vários pontos turísticos, muitas lojas de compra que dá para fazer andando (ou se não quiser andar, pega uma corrida num Tuk Tuk ou táxi).

Não tem metrô (MRT) nem skytrain (BTS), mas pra quem só vai “turistar” e tem poucos dias, é uma ótima escolha. A maioria dos mochileiros está nessa rua, porém também tem hotéis, não apenas albergues.

Kao San Road - O reduto dos mochileiros
Kao San Road – O reduto dos mochileiros

Siam

Bairro bem central que tem vários shoppings, a estação central (uma interseção das duas únicas linhas de BTS), além de uma estação de metrô (MRT). Bem servido de transporte público, restaurante, compras. Eu gosto bastante desse bairro. Aqui é onde os tailandeses e os farangs (como eles chamam os gringos) moram em harmonia.

Tem vários hotéis 5 estrelas que, dependendo do período, podem ser encontrados por 50 dólares/diária. É uma experiência única que provavelmente só o sudeste asiático te oferece.

Eu achei esses preços bons pelo Agoda e fiz minha reserva. :)

Sunkhumvit Lower

O bom é ficar perto da Sukhumvit Road ou nela mesma por conta do BTS. Esse bairro também tem turistas, porém, pelo que percebi, são pessoas que moram na cidade de Bangkok, que trabalham na cidade e preferem um bairro mais tranquilo (se é que eu posso usar essa palavra para Bangkok) e ainda assim com bom serviços como o Siam, tendo lojas, restaurantes, shoppings, mas com porte menor. Os bairros, de uma forma geral em Bangkok, são bem autônomos.

Aluguei meu hotel pelo Agoda. Pelas pequisas que eu fiz, era o que tinha os melhores preços, mas pesquise também no Booking :)

Como se locomover em Bangkok

Existem diversas formas para se locomover em Bangkok. As principais são:

BTS (Bangkok Skytrain)

A melhor forma, se você ficar perto de alguma das estações. Funciona como o metrô, mas por cima da rua. O BTS tem duas linhas, a Sukhumvit Line, que faz leste-norte e a Silom Line, que faz oeste-sul. O bom é que você tem uma boa visão da cidade. E a qualidade dos trens é excelente.

MRT (Metrô)

O metrô só tem uma linha na cidade e não é integrado com o BTS. Na verdade, existem até algumas interseções, mas você precisa pagar novamente para embarcar.

Tem uma qualidade muito boa, assim como o Skytrain. O bom é você utilizá-lo até o ponto mais próximo do seu destino e o restante faz com táxi ou tuk tuk, que sempre tem nas saídas do metrô.

Coisas que só encontramos em Bngkok. Um costureiro no meio da rua entre vários empresariais
Coisas que só encontramos em Bngkok. Um costureiro no meio da rua entre vários empresariais :)

Tuk Tuk: como funciona

É super divertido. Vale a pena andar de tuk tuk. É aquela experiência que quem vai para a Tailândia tem que vivenciar.

Eles não têm taxímetro. Você diz qual será seu destino e de acordo com sua cara ele vai te cobrar um preço. Eles sempre colocam um preço bem alto para turista. Por isso não tenha vergonha de barganhar, faz parte. Se achar que está caro, saia andando e provavelmente ele voltará atrás para continuar a negociar. Caso contrário, você procura outro que chegue o mais perto do quanto você considera justo pagar :)

Dica #1: não pegue um tuk tuk para andar percurso muito longo no trânsito caótico de Bangkok. Você vai respirar muita fumaça, ficará preso por muito tempo e o que era para ser divertido talvez não seja tanto assim. Por isso, prefira fazer trajetos curtos. :)

Dica #2: Cuidado com alguns motoristas de tuk tuk. Pode ser que ele leve você para outro lugar que você não pediu. Geralmente lojas de tecidos ou mercados de compra. Fique sempre ligado na rota que eles estão fazendo. Nunca aceite ofertas para ser levado às compras. Saiba para onde está indo. :)

Dica #3:

Táxi

Fora o taxímetro, você tem que pagar uma taxa a mais. Geralmente está tem escrito na porta do táxi ou dentro dele, mas não é caro e é tabelado, pode ficar tranquilo :)

O que fazer em Bangkok

Bangkok é uma cidade de mil encantos. Com vários templos e lugares lindos a serem visitados. Vou listar aqueles que eu acho que vale a pena você gastar seu precioso tempo.

Método utilizado para tirar o bicho da seda - Na casa de Jim Thompson
Método utilizado para tirar o bicho da seda – Na casa de Jim Thompson

Turismo histórico

São mais de 3.000 templos espalhados por Bangkok. Arquitetura incrível e é esse um dos momentos que você pensa “Ah! O oriente!”

O que você não pode deixar de conhecer

  • Wat Pho – Templo do Buda reclinado ou deitado. Esse Buda é maior que o Cristo Redentor. Aberto das 08:30 até às 18:30. Para entrar, você tem que comprar ingresso.
  • Wat Phrae Keou – Templo do Buda de Esmeralda. Aberto diariamente das 08:30 às 15:30. Fica dentro do complexo do Grande Palácio (Grand Palace).
  • Grande Palácio - Era a residência Oficial do Rei da Tailândia. Aberto diariamente das 08:30 às 17:30.
  • Wat Arun –  Templo do Amanhecer. Aberto diariamente das 08:30 às 17:30.
  • Asiatique - Fica à beira do rio Chao Phraya, antigos armazéns que foram revitalizemos e agora tem vários restaurantes, barraquinhas de comida e lojas. Vale muito a pena ir para jantar e aproveitar e dar uma voltinha pelo complexo.

Afora o Asiatique, todos são bem próximos. Deixa eu explicar: o melhor que você tem a fazer é ir primeiro no Grande palácio e no Wat Phrae Keou, pois ficam dentro do mesmo muro. Depois no Wat Pho e, por último, pega um barco (o preço do barco é bem baixo e demora apenas 5 minutinhos) para o Wat Arun.

Wat Pho - Buda Reclinado
Wat Pho – Buda Reclinado
Wat Phae Keou - Templo do Buda de Esmeralda
Wat Phae Keou – Templo do Buda de Esmeralda
Wat Arun - Templo do Amanhecer na beira do Rio Phraya
Wat Arun – Templo do Amanhecer na beira do Rio Phraya
Asiatique - Ótimo lugar para jantar em Bangkok
Asiatique – Ótimo lugar para jantar em Bangkok

Outros templos e atrações pra quem tem mais tempo pela cidade

  • Mercado Flutuante de Damnoen Saduak – É um mercado incrível, com vários vendedores, cada um em sua gôndola, vendendo frutas e verduras. Existem várias empresas que fazem excursão, não precisa comprar do Brasil. Quando você chegar, pergunta ao seu hotel ou vai em alguma agência pela cidade. A Feira de verdade ocorre das 05:00 as 08:00. Por isso, chegue cedo.
  • Wat Viharn de Indra – Famoso pelo grande Buda. É uma estátua de Buda de 32 metros e 5,5 toneladas. Aberto todos os dias desde às 06:00 até às 18:00, com entrada gratuita.
  • Wat Benchamabophit – O templo de mármore. Fica perto palácio de Dusit. Do século XIX, construído por um italiano. Aberto todos os dias das 8:00 às 17:00.
  • Wat Thaimit – Famoso por obrigar a imagem do Buda de Ouro, que pesa 5,5 tonelas. O maior Buda em ouro maciço do mundo.
  • Casa de Jim Thompson – Um americano que, depois da Segunda Guerra Mundial, decidiu morar na Tailândia. Sua casa é super charmosa com um belo jardim e situa-se na beira de um canal. Ele foi um dos grandes empresários que impulsionou a fama da seda tailandesa. A casa é um museu bem interessante, e a morte dele até hoje é um mistério. Visita guiada. Aberta todos os dias das 9:00 às 17:00.
Casa de Jim Thompson
Casa de Jim Thompson
  • Parque Lumpini - O maior parque da cidade, muito bom para quem gosta de correr, andar de bicicleta, fazer um piquenique, deitar embaixo de uma árvore e ler seu livro ou apenas descansar e observar as pessoas,
  • Bangkok National Museum - Aberto diariamente das 9:00 às 15:30.
  • Museu de Erawan - Fica um pouco distante das outras atrações. Um museu bem diferente. Se você curte museu, vale a pena conferir. Aberto diariamente das 8:00 às 17:00.
  • Soi Cowboy - É o distrito da luz vermelha em Bangkok. Ou seja, uma balada mais pesada para quem curte. Essa é a rua onde se passam algumas cenas do filme “Se Beber Não Case 2″.

Onde Comer em Bangkok

Existem diversas alternativas para comer bem, tanto gastando pouco quanto um pouquinho mais.

Barraquinha de Rua

As barraquinhas de comida de rua mais famosas do mundo estão na Tailândia, e Bangkok está aí para mostrar que essa fama faz jus. Até rede de fast food mundo a fora já foi criada. É um grande ícone da culinária. Mas não coma em qualquer uma. Primeiro analise as mais organizadas, com melhor aparência, para não ter problemas depois. Uma boa pedida para começar é um prato chamado PadThai. Os mais comuns são com frango ou com camarão.

Siam Center

A praça de alimentação desse shopping é espetacular e a maioria dos restaurantes é de comidas locais, seguidas por japonesa e indiana.

Entrada do Siam Center - Em frente a estação do BTS
Entrada do Siam Center – Em frente a estação do BTS

Asiatique

Como já mencionei anteriormente, um lugar ótimo para você jantar quando fizer as 3 atrações mais importantes da cidade e aproveita para passar a hora num lugar super agradável.

Chatuchak Weekend Market

Foi onde eu comi o melhor pão de alho e sorvete de coco na quenga do coco com um arroz verde doce, muito bom. Prove! Tem barraquinha de tudo que imaginar. Tire o dia para fazer o máximo de refeições pelo mercado. Tem muita comida boa, de qualidade e, como tudo na Tailândia, bem barato. :)

Onde Comprar em Bangkok

Bangkok é um dos centros de compra do mundo. Vende de tudo. Para todos os bolsos. Para todos os gostos. Vou citar os principais:

Chatuchak Weekend Market

Para quem gosta de comprar em mercado, assim como eu. Ocorre todos os finais de semanais, ao lado do Chatuchak Park. Um mercado com mais de 15.000 barracas que vendem produtos de todo o país. Tem comida, roupa, sapato, acessórios para tudo. Tudo o que você imaginar! Você chega por BTS (Skytrain). Desça na estação Mo Chit (um dos terminais da Sukhumvit Line).

IKEA

Para quem não conhece, é uma loja de origem sueca, especializada em móveis e decoração para casa. Tipo a Tok Stok e a Etina. Só que por um preço rídiculo de tão barato! É a Disneyland para quem tem seu apartamento, ou alugou, ou mora com pais mesmo, mas ama sua casa. E vamos combinar: sempre tem alguma coisa para comprar pro nosso lar. Tem como ir de BTS, desce na estação Sudok Sun e espera em frente a loja de conveniência Seven-Eleven. De 20 em 20 passa um ônibus de graça para o MegaBangna Shopping onde fica a loja da IKEA.

MKB Shopping

Para você que adora eletrônico, nesse shopping tem tudo o que você imaginar. Tem tanto mercadorias piratas como originais. Você acha GoPro, lentes para câmera, smartphones de qualquer marca, inclusive Apple e Samsung… Só não me pergunte a procedência.

Um amigo comprou um iPhone e está super satisfeito. Vale a pena conferir se você gosta de eletrônicos :)

Como chegar: pelo BTS (skytrain), na estação National Stadium. Você desce na frente do shopping.

Siam Paragon

É um shopping mais chique com várias lojas de carro como a Rolls-Royce, Macerati, Aston Martin.

Entrada do Siam Paragon - Fica em frente ao Siam Center
Entrada do Siam Paragon – Fica em frente ao Siam Center
Loja da Lamborghini no Shopping Siam Paragon
Loja da Lamborghini no Shopping Siam Paragon

Central Embassy

É um shopping chiquérrimo. O mais novo queridinho de Bangkok, para quem tem dinheiro. Só lojas de marca famosa como: Dolce Gabbana, Hermès, Gucci, Givenchy, Kenzo, Rolex, Prada entre várias outras.

Quanto tempo ficar em Bangkok

2 dias

A cidade tem vários pontos turísticos super interessantes que você, poderia passar semanas para visitar todos. Porém muito mais interessante que a capital nesse país são as ilhas e praias. São paradisíacas com experiências incríveis.

Por isso, Bangkok deve ser mais um ponto de partida e chegada, e nesses intervalos você aproveitar a cidade.

Para conhecer todos as praias que visitei, basta clicar aqui.

Valeu a pena ir para Bangkok?

Sim! Mas é como eu falei anteriormente, o litoral desse país que é “a menina dos olhos”.

E você, já foi para Bangkok? Ficou alguma dúvida? Tem mais alguma informação que você adicionaria a este guia?

Deixe um comentário que farei questão de responder a todos :)

Até a próxima viagem!

Imagens: Arquivo pessoal ;)

Sobre Raquel Lundgren

Aos 17 anos fui morar um ano na Turquia, O Mickey já foi meu chefe, quando trabalhei na Disney, já viajei por mais de 20 países e estou morando na Tailândia. Junte-se a nossa comunidade e Vamos Partir para o mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>